Sustentabilidade na Cozinha

20-04-2019

Como podemos proteger o ambiente, mudando apenas algumas rotinas no nosso dia a dia? Hoje vamos falar sobre como ter uma cozinha ecológica! 

Como podemos reduzir a nossa pegada ecológica na cozinha? Durante os últimos meses tenho experimentado alguns ajustes no meu dia a dia, e venho partilhar as simples conclusões e soluções a que cheguei. 

1. Dar preferência a utensílios orgânicos.

Sempre que necessitarmos de renovar utensílios de cozinha devemos procurar experimentar alternativas mais naturais.  Se reparares a maior parte dos materiais que utilizamos não são biodegradáveis - o que significa que é esse o legado que vamos deixar para as gerações vindouras. Devemos, ainda, considerar a poluição e desgaste de recursos naturais envolvidos no seu fabrico. 

Olha para a tua cozinha e vais perceber que desde uma simples esponja de lavar a louça até um pano de limpeza, temos plástico por todo o lado. Podes simplesmente utilizar utensílios feitos de materiais de base vegetal (exemplo, madeira, bambu, materiais reciclados, algodão). Por exemplo, no post anterior falei sobre a utilização da luffa! Também pode ser utilizada para lavar a louça.

Além disso, com o que lavas a tua louça? Já equacionaste utilizar sabão natural para substituir os tradicionais produtos químicos embrulhados em plástico?

Como embrulhas a tua comida quando vais para o trabalho ou num passeio? Sabias que no mercado existem também alternativas para a utilização de película aderente e folhas de alumínio? Pesquisa por "vegan wax wrap". No meu caso optei por um material feito à base de soja, pois prefiro que não seja feito com cera de abelha (todos sabemos que as abelhas estão a passar por momentos difíceis atualmente). De qualquer forma, se preferires não comprar, até podes fazer isto em casa! É relativamente simples. Além de terem um design muito apelativo são reutilizáveis e bastante duráveis. 

2. Reduzir e Reutilizar

Sempre que vamos às compras devemos ter o compromisso de gerar a menor quantidade de lixo possível. Para além de nos informarmos tanto quanto possível da origem do que compramos - opto sempre que possível por fornecedores locais ou de comércio justo. 

Todos sabemos que é impossível não gerar impacto, mas todos sabemos que podemos simplesmente reduzir o nosso consumo. Isso muitas vezes passa por fazer escolhas e adaptações nos nossos hábitos alimentares.

Por exemplo, eu costumava comprar bebidas vegetais para o meu pequeno almoço. A quantidade de embalagens que consumia era gigante ao fim de vários meses. Comecei por tentar fazer as minha própria bebida de amêndoa. A verdade é que não é prático, não consegui conciliar com o meu ritmo de vida. Simplesmente comecei a optar por papas de aveia feitas à base de água! Aqui está uma solução verdadeiramente simples, saudável, prática, económica e ecológica. 

E o que fazer com o lixo? Criatividade! Podemos dar uma nova vida e uma nova oportunidade aqueles objetos que tanto custaram até chegar até nós! Embrulhos, envelopes, caixas, redes, sacos de plástico, etc. Antes de deitares alguma coisa fora pensa: ainda me pode ser útil novamente? Na maior parte das vezes sim, basta abrir a mente e ser criativo. Deverás saber que grande parte do nosso lixo não é reciclado! Não fiques de consciência tranquila só porque utilizas o ecoponto. Estamos muito longe da realidade dos países nórdicos, por exemplo.

3. Transformar/reaproveitar os "restos" alimentares

"Na Natureza nada se perde, tudo se transforma"! Que fazes com o desperdício alimentar? Sabes que há sempre uma forma de aproveitar o que deitamos para o lixo orgânico? Podes sempre fazer novos produtos, reaproveitar as sobras para fazer novas receitas ou fazer composto orgânico.

 Na imagem acima partilho um belo exemplo do que faço com as cascas dos citrinos! Neste caso, reutilizei um frasco de vidro e juntei vinagre de cidra e as cascas de tangerina. Esperei alguns dias e ... voilá! Tenho um fantástico vinagre de cidra aromatizado! Um verdadeiro multifunções. Pode ser utilizado nas limpezas da casa ou até como amaciador de cabelo (devendo ser diluído em água). 

Neste caso, este vinagre de cidra aromatizado com cascas de tangerina vai ser utilizado para amaciador da roupa! Sim, sabias que também podemos ser ecológicos na lavagem da roupa? Não percas o próximo artigo, onde vou falar de todas as minhas experiências!

Por último deixo a minha inspiração desta semana: o projeto Plasticus Maritimus! Já que estamos na época da Páscoa decidi comprar o livro para a minha sobrinha. No entanto decidi ficar com ele uns dias pois na verdade tem informações super importantes para miúdos e graúdos! Todos temos muito a aprender com a Ana Pêgo! Mais um grande exemplo de um projeto português na promoção da educação e proteção ambiental. 


Por uma Vida ECOnsciente, até breve!

Filipa Gouveia