Ecologia e Arte - Projeto ÉsCada I

30-08-2019

Num belo dia de final de Verão, finalmente concretizei o que há muito queria fazer: escrever um artigo sobre o ZéMi e a Madãh! 

Eles são os criadores do projeto ÉsCada I (leiam "és-cada-um")! Tive o privilégio de conhecer a casa deles - que também dá a sensação de ser a casa de todos, de tão acolhedora que é! 

Naquela casa respira-se arte, história, multiculturalidade! Naquela casa respira-se reflexão profunda sobre as "coisas do mundo"! Encontros e desencontros das várias alternativas e formas de viver! 

Gosto de me inspirar com este tipo de pessoas! É bom encontrar gente assim.

Quando queremos conhecer alguém tendemos a perguntar: "o que é que tu fazes?" ... como quem quer saber "qual é a tua profissão, a tua especialização..."! 

Inconscientemente todos temos a necessidade de catalogar! Talvez porque assim seja mais fácil fazer relações entre os acontecimentos. Assim, tudo ganha um sentido para podermos ficar bem arrumadinhos e ordenados!

Pois ... Mas podemos e devemos ser muitas coisas! O que é que verdadeiramente nos define? Cada pessoa é um mundo! Tão complexo na sua estrutura e sabedoria! 

O ZéMi e a Madãh são muitas coisas! Como os estou a apresentar vou falar de algumas coisas que eles fazem! ... Mas comecemos pela sua história!

O ZéMi é de Paços de Ferreira. A Madãh é de Freamunde. Não estavam muito longe mas a vida ainda demorou algumas décadas para os juntar! Quando se conheceram, há cerca de 5 anos, fundiram-se na forma de viver! Afinal de contas, todas as suas perspetivas, ideias sobre o mundo, vontades ... se harmonizavam!

Ambos gostam da Natureza e de andar descalços na Terra. Ambos precisam de se exprimir artisticamente e filosoficamente ... através das palavras, do corpo, dos materiais que encontram! Ambos queriam encontrar uma forma feliz de viver. E o mais fundamental: serem LIVRES!

Procuraram várias possibilidades, lugares, comunidades. Mas foi ao centro histórico de Braga que foram parar. E assim nasceu o ÉsCada I.

O ZéMi tem formação em Educação Física e osteopatia. Mas a sua paixão é a DANÇA - especialmente as danças tradicionais (folk)! Há anos que estuda danças de países tão distintos como Irlanda, Grécia, Israel, China, Portugal, Roménia, Estados Unidos, Brasil, etc.! 

Ele acredita mesmo na dança como uma forma de união, entendimento, cooperação! Uma forma de nos relacionarmos, connosco e com os outros, sem barreiras! É uma libertação através do movimento do corpo, numa verdadeira fusão de ancestralidade e cultura.

Por isso, há vários anos que dá aulas, participa em eventos e festivais, dinamiza atividades com crianças nas escolas! (Aliás, foi através da dança que o conheci!)

A Madãh é uma verdadeira artista e das suas mãos nascem belas obras de arte - que são uma verdadeira fusão de sabedoria intercultural! Todos os dias cria algo novo! Além disso, também ensina os outros através de workshops ou aulas particulares.

Para entendermos os seus métodos podemos dizer que faz upcycling ... e utiliza técnicas de macramé, crochet, pasta de papel, etc. Mas ela sente que deve descrever as suas criações como "artesanato conceptual"! 

Para a Madãh não há distinção entre a ecologia e a arte. A forma de ela viver está refletida nas suas obras! Viver de forma simples, aproveitar todos os recursos causando o mínimo impacto. Fazer a mudança pela interação saudável com o ambiente em que vivemos. Porque somos todos interdependentes! 

A casa está toda decorada com as suas obras. Desde os candeeiros, às cadeiras. Desde os filtra sonhos, aos objetos mais comuns. Ora vejam esta galeria:


Além de tudo isto, a casa Éscada I também é um Airbnb! No Quarto Terra e no Quarto Água recebem pessoas de, literalmente, todo o mundo! A casa já tem bandeiras de locais tão exóticos que nem conseguimos reconhecer ou identificar.  

Como bons anfitriões que são têm também uma missão: transmitir aos hóspedes uma forma de viver ecológica, com respeito pela Natureza. Tudo é reaproveitado ao máximo. Tudo tem uma lógica funcional. 

E ter menos, é ter mais! Assim, por vezes, surgem situações caricatas ... como ter hóspedes que descobrem que afinal um sabão "feio" também lava muito bem a louça! E o corpo! E o cabelo! E que faz espuma e cheira muito bem. Através deles, pessoas de todo o mundo percebem que, por exemplo, afinal não precisam de comprar tantas coisas embaladas em plásticos! 

O ZéMi e a Madãh também organizam Airbnb Experiences! Como não poderia deixar de ser, fazem uma fusão de arte, história e cultura. Com eles os hóspedes vão conhecer Braga e visitam lugares de referência, como por exemplo, o Museu dos Biscainhos. Depois, regressam ao Éscada I e fazem um workshop artístico (aprendem a fazer filtra-sonhos, por exemplo).

Enfim, uma conversa com estes dois seres magníficos tem a magia de nos transformar! E perceber que enquanto houver pessoas como eles por este mundo, afinal ainda há esperança

Cabe a cada um de nós fazer a sua mudança. ÉS-CADA-UM.

Por uma Vida ECOnsciente,
Filipa Gouveia


p.s. Dia 12 de Setembro recomeçam as aulas de Danças Folk do ZéMi, no centro de Braga. Todas as quintas-feiras, das 20h ás 21.30h! Para mais informações, consulta aqui