A VIDA PARA LÁ DOS MEDICAMENTOS ...

28-04-2018

O que nos faz ficar doentes? O que podemos fazer para nos responsabilizarmos pela nossa saúde? Será que o problema realmente fica resolvido com uma simples ida à farmácia? Que alternativas existem?  

Foram as questões que me têm surgido. Percebi que o nosso estado de saúde está estritamente ligado às nossas emoções, aos padrões do nosso modo de vida. 

Pouco a pouco, fui deixando a necessidade de recorrer a medicamentos e procurando soluções mais sustentáveis para mim. 

Quais as alternativas? 

São infinitas. Tenho optado por experimentar várias abordagens e combinar/sistematizar aquelas que sinto que me fazem melhor. Tudo implica um trabalho interno diário disciplinado e consistente, muita pesquisa e uma vontade profunda de mudar. 

Comecei por me desafiar a ter um estilo de vida diferente ao integrar nas rotinas diárias práticas regeneradoras. Tenho-me apercebido da importância de:

  • fazer a higiene diária de pensamentos e emoções;
  • praticar uma alimentação limpa e nutritiva; 
  • recorrer a práticas terapêuticas e medicinas alternativas;
  • aplicar tratamentos naturais, as antigas e infalíveis "mezinhas";
  • rodear-me de pessoas e ambientes positivos;
  • fazer o que faz vibrar o meu coração, procurar o me motiva;
  • contactar com a natureza (ver o mar, abraçar uma árvore, dar uma caminhada);

Muitas vezes o corpo está apenas a alertar-nos para prestarmos atenção a algo. É importante também aprendermos a responsabilizar-nos pela nossa saúde. 

Cada uma deve entender quais os recursos que fazem mais sentido para si e, assim, aplicá-los à sua vida. Por exemplo, eu tenho procurado explorar diferentes áreas do milenar conhecimento oriental. Tenho encontrado várias respostas na alimentação macrobiótica, feng shui, medicina tradicional chinesa e chi kung.

Para finalizar, convido-te apenas a refletir: como podes simplificar a Vida?*

*Dica: Muitas vezes, menos é mais. 

Bons insights! ;-)